Bonsai de Piracanta


Piracanta – Foto 07/03/2011(2x20cm)

Como já havia dito, no dia 07/03/11, a Jô veio me dar o Curso de Bonsai. Foi uma experiência ótima! Pude trabalhar com várias mudas. Algumas vieram com a jabuticabeira que adquiri no site O Bonsai, no Kit Mudas. Outras a Jô trouxe do seu viveiro.

Piracanta sendo transplantada em 07/03/2011

A piracanta foi Jô quem trouxe e a primeira que trabalhamos. Primeiro fizemos a poda de raiz e replantio em vaso apropriado. Posteriormente, a poda da copa. E a aramação foi feita no dia 16/03/2011, outro dia de curso.

Nome científico: Pyracantha

Família: Rosaceae

Abaixo, imagem de bonsai de piracanta da PlantaSonya que considero maravilhoso!

http://www.plantasonya.com.br/bonsai-e-samambaias/piracanta-pyracantha.html

Origem: A maioria é originária da China, porém outras procedem de regiões tropicais como as Filipinas. Também conhecida como “Espinho de Fogo”.

Características: As folhas são verdes escuras, largas e brilhantes. São arbustos espinhosos, perenes, com folhas alternadas. Têm flores brancas na primavera e depois aparecem cachos de frutos de tons alaranjados ou avermelhados.

Ambiente: Prefere o exterior, a pleno sol. Durante os meses de verão protegê-la nas horas mais quentes. No inverno, devem ser protegidas das fortes geadas. Os “espinhos de fogo” suportam bem o vento, porém com a condição de receber uma boa rega.

Rega: É necessário manter a umidade constante, deixando secar mais no inverno. Deve-se regar um pouco mais durante a época da frutificação. Borrife as folhas, se possível quando o tempo estiver quente, exceto durante a floração e frutificação.

Adubo: Adube com intervalo de duas semanas durante a época de crescimento (primavera), reduzindo a frequência no outono. Já no inverno, adube somente se a planta estiver em fase de crescimento ativo.

Poda: A poda dos galhos grossos e delgados pode ser feita em qualquer época do ano. Elimine todos os novos brotos que saem do tronco. Quanto aos galhos mais finos, pode-os assim que os frutos murcharem, antes dos novos brotos aparecerem. O bom planejamento da poda estimulará o aparecimento de flores e frutos vistosos e sadios.

Aramação: Pode ser aramado ao final do inverno, no início do crescimento, e retirado no final da primavera. Os galhos mais grossos podem ser aramados durante todo o ano.

Transplante: A cada dois ou três anos, antes de iniciar seu crescimento (primavera). Retire 1/3 das raízes, utilizando uma terra com boa drenagem e aeração. Para os exemplares mais velhos, a poda de raízes deve ser bastante limitada.

Dicas: Para que frutifique abundantemente é necessário que o ambiente seja ensolarado. Tome cuidados com os “espinhos de fogo” já que algumas pessoas apresentam reações alérgicas ao seu ferimento.

Fonte: PlantaSonya

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*