Voltando a pedalar – Jardim Botânico

Depois de 112 dias sem olhar para a Imelda Marcos, minha bicicleta, voltei a pedalar.

O Eduardo não quer mais que eu pedale por aí sozinha, pois temos tomado conhecimento de muitos casos de roubo de bicicletas na cidade. Assim, eu só poderia pedalar com ele nos fins de semana. Escolhemos as trilhas mais fáceis, claro, e começamos devagar, bem devagar. Um pouco por cuidado,  afinal eu já não tinha um bom preparo antes do tombo na Fazenda Taboquinha, e outro tanto por não dar conta mesmo de ir mais rápido!

No dia 15/07/2012, fizemos a primeira trilha dessa fase no Jardim Botânico, com 12 km e praticamente plana, denominada pelo Rebas do Cerrado, Trilha Jardim Botânico.

Foi a primeira vez que usamos o nosso ciclocomputador com GPS Garmin Edge 800. O Eduardo baixou o tracklog e foi muito fácil seguir o percurso.

A vegetação do cerrado, característica da nossa região, é muito bonita! Nessa época do ano já está sofrida com a falta da chuva, mas ainda cheia de beleza!

Tudo foi muito bem até o final da trilha quando pegamos uma subida que, naquele dia, achei muito pesada! Embora todo o percurso tenha apenas 142 m de ganho de elevação, eu quase morri!

Foi muito difícil para mim! Tive que empurrar a bicicleta… que vexame! O Eduardo entediado… mas firme e forte, me animando. Depois que passa, fica o gostinho bom de ter vencido uma etapa importante.

Terminamos por volta de 13h30 e fomos almoçar num restaurante japonês perto dali.

A seguir,  veja a trilha que fizemos na Floresta Nacional – FLONA.

 

4 comentários sobre “Voltando a pedalar – Jardim Botânico

  1. Ótimo post! Estou pensando em comprar um edge 800 tbm, mas achei pouca informação em português sobre como colocar tracklogs. Tem algum tutorial ou link para me indicar? Obrigado.

    • Olá, Frank! Obrigada pelo comentário! Infelizmente, não temos nada em português para indicar a respeito do Edge. De fato, a maioria da documentação a respeito que encontramos na internet está em Inglês. O Eduardo, meu marido, lê bem em Inglês, então foi fácil para ele. Quem sabe alguma loja que vende o Edge possa te orientar. Ele é fundamental para essas viagens de bicicleta! Abraço, Erika

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*