Vale Europeu – Um dia inteiro de descanso

03/04/2013 – Rodeio e Timbó

2013-04-03_11h32m27

A chuva continuou a noite toda e em boa parte da manhã. Dormimos “até acordar”… nada de despertador nesse dia! E depois ficamos cochilando, acordando um tempão. O café da manhã já tinha sido deixado pela Angela no dia anterior. Estava tudo no jeito para a gente colocar à mesa e desfrutar: pães, geléias, queijo, cuca, frutas, suco, iogurte, ovo caipira. O Eduardo preparou os ovos mexidos para completar as delícias e tomamos café admirando a paisagem.

2013-04-03_09h43m45

Então fomos com o Rui para Timbó e, enquanto ele resolvia as coisas dele, nós passeamos pela cidade.

Vimos várias coisas, mas é preciso registrar:

– Denusa Demarchi: Acessórios em couro de peixe.

A Denusa é uma artesã de Timbó que faz acessórios em couro de peixe. Ela não estava na loja. O namorado dela, que parece apoiar bastante o trabalho, foi quem nos recebeu com grande simpatia e insistiu que aguardássemos. Em seguida a Denusa chegou. Além de muito talentosa, ela é uma graça!

2013-04-03_14h35m39

A arte em couro de tilápia começou como um trabalho de conclusão de curso. Ela faz bolsas, carteiras, acessórios com muito bom gosto. Vale a pena conhecer.Acabei comprando uma bolsa e ganhando uma bela coleira para a Marie, que é parecidíssima com a gatinha dela, a Chanel. Nunca tinha visto trabalhos em couro de tilápia e eu adorei!

2013-04-03_14h30m49

– Schuster Arte em Madeira: faz móveis, pisos, forros, etc, utilizando madeira de demolição…

2013-04-03_14h47m09

Fiquei apaixonada pelo forro da cozinha!

2013-04-03_14h52m48

Um trabalho excelente! Além de móveis, fazem pisos, decks, forros para telhados. Aproveitam a madeira de todas as formas e atendem pedidos em todo o Brasil.

Almoçamos no Thapyoka e voltamos para Rodeio com o Rui. Ficamos pela fazenda e voltamos a cochilar à tarde.

2013-04-03_16h29m27

Como foi agradável aquele dia! Pudera, foi só descanso! Então começamos a preparar a bagagem para continuar o pedal no dia seguinte e foi me dando uma canseira… Então falei: “Amor, o que você acha de encerrarmos a viagem de bicicleta para fazer outras coisas???” Estávamos muito cansados, a panturrilha direita do Eduardo estava bastante dolorida; ele mal podia andar; além disso, nosso compromisso de completar o percurso era só nosso. Nada impedia a gente de mudar de planos, uai!

2013-04-02_18h51m57

À noite, fomos até a casa principal da fazenda para o jantar preparado pelo Rui.

2013-04-03_21h08m47

Foi uma bela salada de folhas verdes orgânicas com ervas da fazenda, tudo muito fresco e saborosíssimo!

2013-04-03_21h14m33

O spaghetti ao pomodoro com manjericão estava especial!! Mas  fui com tanta sede ao pote que esqueci de fotografar…

2013-04-03_22h15m23

A sobremesa foi uma torta alemã fantástica e para finalizar, café e chá de ervas cultivadas lá mesmo.

2013-04-03_22h05m38

Nossa!! Ainda bem que a cama estava logo ali na casa ao lado!

Ficamos admirados com as coisas que a Angela contou da cidade de Rodeio. Como é uma cidade bem pequena, estranhei encontrar tantas igrejas próximas umas das outras. Então ela explicou que a cidade é dividida em bairros e que todos têm uma igreja, um posto de saúde e uma escola. Ninguém vai buscar essas coisas em outros bairros, porque todos funcionam perfeitamente. O atendimento à saúde, dentro dos limites locais, é primoroso!

2013-04-03_22h14m16

E só há escolas particulares a partir do Ensino Médio. Absolutamente todas as crianças frequentam as escolas públicas, não importa a sua condição financeira. Não há faculdades na região funcionando durante o dia, porque não há público, uma vez que todos os adultos trabalham durante o dia e só optam por estudar à noite.

2013-04-03_16h36m06

O nível de criminalidade é baixíssimo. Ou seja, a qualidade de vida é excelente! Não foi à toa que eles se fixaram por lá. É realmente tentador viver num lugar assim, depois de enfrentar os problemas das grandes cidades.

2013-04-03_21h15m55

Quando contamos nossos novos planos de viagem, eles riram muito. Mas nos elogiaram pela maturidade de parar na hora certa, ou seja, no nosso limite. “Muitas pessoas não teriam essa coragem”, disse o Rui. Foi uma noite muitíssimo divertida! A casa do Rui e da Angela é muito convidativa e a companhia dos dois maravilhosa. Mais uma vez, sentimo-nos entre velhos amigos!

 

Veja mais fotos desse dia:

  • Fazenda Sacramento - Casa Rural Fazenda Sacramento - Casa Rural
  • Fazenda Sacramento Fazenda Sacramento
  • Fazenda Sacramento - Vista varanda Casa Rural Fazenda Sacramento - Vista varanda Casa Rural
  • Fazenda Sacramento - Casa Rui e Angela Fazenda Sacramento - Casa Rui e Angela
  • Fazenda Sacramento Fazenda Sacramento
  • Fazenda Sacramento - Olha a origem dos ovos caipiras Fazenda Sacramento - Olha a origem dos ovos caipiras
  • Fazenda Sacramento - Morena e Boné Fazenda Sacramento - Morena e Boné
  • Fazenda Sacramento Fazenda Sacramento
  • Fazenda Sacramento - Casa Rural Fazenda Sacramento - Casa Rural
  • Atelier Denusa Demarchi em Timbó Atelier Denusa Demarchi em Timbó
  • A gata Chanel da Denusa é igualzinha à Marie A gata Chanel da Denusa é igualzinha à Marie
  • Schuster - Arte em Madeira Schuster - Arte em Madeira
  • Schuster - Arte em Madeira Schuster - Arte em Madeira
  • Schuster - Arte em Madeira Schuster - Arte em Madeira
  • Schuster - Arte em Madeira Schuster - Arte em Madeira
  • Timbó Timbó
  • Magnani - Timbó Magnani - Timbó
  • Timbó Timbó
  • Fazenda Sacramento - A Morena só queria brincar! Fazenda Sacramento - A Morena só queria brincar!
  • A casa construída pelo Rui para venda tem uma vista maravilhosa! A casa construída pelo Rui para venda tem uma vista maravilhosa!
  • Fazenda Sacramento - Casa Centenária Fazenda Sacramento - Casa Centenária
  • Fazenda Sacramento - Casa Centenária Fazenda Sacramento - Casa Centenária
  • Fazenda Sacramento - Casa Centenária Fazenda Sacramento - Casa Centenária
  • Fazenda Sacramento - Casa Centenária Fazenda Sacramento - Casa Centenária
  • Fazenda Sacramento - Casa Centenária Fazenda Sacramento - Casa Centenária
  • Fazenda Sacramento Fazenda Sacramento
  • Fazenda Sacramento - Casa Centenária Fazenda Sacramento - Casa Centenária
  • Fazenda Sacramento - Jantar na casa do Rui e da Angela Fazenda Sacramento - Jantar na casa do Rui e da Angela
  • Fazenda Sacramento - Jantar na casa do Rui e da Angela Fazenda Sacramento - Jantar na casa do Rui e da Angela
  • Jantar na casa do Rui e da Angela Jantar na casa do Rui e da Angela
  • Jantar na casa do Rui e da Angela - Chá de ervas cultivadas na fazenda Jantar na casa do Rui e da Angela - Chá de ervas cultivadas na fazenda
{image.index}/{image.total}

 

7 comentários sobre “Vale Europeu – Um dia inteiro de descanso

  1. Nossa! que ansiedade! Estaremos (Fabiano, Gunnar e Marcos) logo logo vivenciando nossas próprias experiências pelo circuito. Depois de acompanhar este blog estou com a impressão de que vai ser mais ou menos como quando se assiste a um filme tendo lido o livro antes 🙂 Parabéns Erika! Seu relato, suas fotos, suas impressões só aumentam nossa empolgação.

    • É tão interessante perceber que as impressões do outro se unem às nossas, mas nunca vêm sozinhas, porque o mesmo lugar, a mesma experiência, ficam gravadas de forma única na vida de cada viajante! Estaremos torcendo pela viagem de vocês e ansiosos por saber que marcas ela vai deixar em cada um! Grande abraço!

  2. Olá Erika! Parabéns demais por manter e compartilhar esse espaço com informações detalhadas e valiosas sobre o Vale Europeu!
    Estou pesquisando relatos de quem fez, pois pretendo fazê-lo em abril de 2017, e afirmo: não encontrei nenhum relato tão completo e sincero quanto o seu.
    Sempre imaginamos as paisagens, as aventuras, os desafios, mas a rudeza do pedal também tem que ser muito considerada. Me identifiquei com muitas de suas dificuldades ao pedalar. O fato de dormir morta e pensar que ao acordar virá outro dia pedreira, não deve ser fácil mesmo!
    Também moro em Brasília e também quero fazer o desafiando limites para Pirenopolis.
    Tenho uma pergunta, quanto tempo e em quais condições você se preparou para essa viagem?
    Muito obrigada mesmo por compartilhar sua experiência!

    • Oi, Luciana! Obrigada pela mensagem. Que bom fazer planos para o Vale Europeu! Você vai amar!
      Eu comecei a me preparar pra valer uns 4 meses antes. Contratamos um treinador. Foi bem legal.
      Mas aqui em Brasília não há muito parâmetro de comparação com as subidas de lá. A gente treinava na subida da QI 27 do Lago Sul (Matinha), na subida da Ponte JK, em outros lugares que nem sei explicar. Pedalávamos treinando todos os dias. Mesmo assim, não me senti preparada.
      Como eu tinha o problema de desvio de septo, minha respiração era bem deficiente e isso me atrapalhava. Meu marido fez as subidas com muito mais tranquilidade que eu, embora tenha sido difícil para ele também.
      Não deixe de fazer o Desafiando Limites também.
      Por favor, dê notícias da sua experiência!
      Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*