Fusilli Gratinado Dia Dia no Dia Mundial do Macarrão

Eu adoro macarrão! Essa paixão começou em 1993, quando a Fabiana voltou da Itália. Ela passou uns 2 anos por lá e trouxe um monte de idéias inovadoras para molhos e outros detalhes importantes que fazem toda a diferença.

Até então, a gente costumava comer o velho (e bom) macarrão à bolonhesa ou aquele tradicional molho ao sugo com frango assado… Esse era típico nos almoços de domingo. A gente gostava… Mas ninguém se preocupava com o tipo de massa, muito menos com o ponto dela e nem pensava em inventar outros tipos de molho.

Então a Fabiana voltou e todo fim de semana convidava a turma para conhecer uma novidade… Ui! Mudou, pra muito melhor, o nosso conceito de macarrão. Daí pra frente, macarrão virou febre em dia de festa e em dia de preguiça quando bate a fome e a gente pensa: “E agora? O que vamos comer?” Sempre dá pra fazer um molho legal na última hora ou até mesmo inovar no Alho e Óleo que eu também acho o máximo e que era o preferido do meu tio Abel, pai da Fabiana! Enfim, o macarrão passou a fazer parte do nosso dia-a-dia.

Como hoje é o Dia Mundial do Macarrão, a gente não podia comer outra coisa, né?

Minha mãe que gosta de assistir a programas culinários, lembrou de uma receita interessante que a culinarista Ana Costa ensinou no programa Dia Dia da Band. Adaptamos às nossas particularidades e ficou uma delícia!

Para acompanhar, tomamos o vinho “Les Viguiers 2009 – Côtes du Rhône – França” que foi uma das seleções mensais da Sociedade da Mesa. Não sabemos harmonizar, mas caiu muito bem ao nosso paladar pouco entendido.

Então aproveite!

Fusilli Dia Dia (serviu 8 pessoas)

 

Ingredientes para o molho:

3 colheres de sopa de manteiga
1 cebola picadinha bem miúda
4 colheres de sopa de maisena diluída em meio copo de leite frio
500 ml de leite (tire daqui o leite para diluir a maisena)
1 lata de tomate pelado batido no liquidificador
1 lata de creme de leite
1 pires de salsinha picadinha
200 g de queijo parmesão ralado
1 pitada de noz moscada

Refogue a cebola na manteiga aquecida. Quando estiver  transparente, acrescente o tomate pelado batido e o leite com a maisena e a noz moscada. Deixe ferver até ficar encorpado. Acrescente o creme de leite e a salsinha, misture bem, acerte o sal e desligue o fogo.

Cozinhe 1 pacote de Fusilli de boa qualidade (também pode-se usar Farfalle ou Penne) em água fervente com sal. Obedeça o tempo de cozimento estipulado no pacote, pois o macarrão vai ao forno onde cozinhará um pouco mais e a massa nunca deve ficar muito cozida.

Enquanto isso misture em uma bacia:
100 g de milho verde (evite o enlatado) refogado em cebola e  alho e pouca água e cebolinha verde.
100 g de ervilhas frescas (pode ser da congelada)
200 g de presunto cozido picadinho
200 g de mortadela picadinha
200 g de queijo mussarela ralada em ralo grosso
50 g de azeitonas verdes picadas em tamanho médio

Aqueça o forno.

Escorra o macarrão e misture aos ingredientes da bacia.

Em uma travessa refratária coloque, na sequência, um pouco de molho quente, macarrão quente, molho quente, finalizando com molho abundante.

Salpique o queijo parmesão por cima e leve ao forno quente para gratinar.

Retire do forno quando o molho estiver fervendo e o queijo dourado.

Sirva com um bom pão italiano ou francês.

 
 

Um comentário sobre “Fusilli Gratinado Dia Dia no Dia Mundial do Macarrão

  1. Ái amiga, eu amo macarrão, por que você não me chamou pra esse negócio de dia mundial. Adoro cozinhar e tb invento minhas receitas, aliás na maioria das vezes, mas vou te dizer que o meu preferido mesmo é o básico: fettuccine ao sugo. Massa e molho de tomate, quem criou essa combinação estava num dia perfeito. Sua receita está linda, vou testar. bj

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*